×
Não tem uma conta? Cadastre-se

DHL reforça investimento na logística 4.0

Imagem ilustrativa da notícia: DHL reforça investimento na logística 4.0
Foto Jornalista $publicador

Roberto Hunoff

21/06/2022

Caxias do Sul, RS - A DHL Supply Chain tem aprofundado cada vez mais a logística 4.0 em suas operações com novos projetos e parcerias. O passo mais recente é na área de intralogística com o desenvolvimento, em conjunto com a startup Automni, de solução inovadora de picking, a separação de pedidos, com a utilização de paleteira autônoma e inteligente.

O projeto está em fase de teste em um centro de distribuição em Cabreúva, SP, e já conta com resultados promissores, como a redução de até 50% no tempo de picking. Atualmente são utilizados três equipamentos autônomos, mas a ideia é expandir a aplicação no mesmo CD e levar para as demais instalações da DHL no Brasil, ainda este ano. No equipamento constam o endereço/posição e o número de caixas que devem ser coletadas. O colaborador responsável acompanha a paleteira até o local indicado, retira as caixas do rack de estoque, registra no sistema e o equipamento segue para a área de expedição de forma independente. O colaborador então prossegue para a próxima coleta ou atividade sem a necessidade de acompanhar o equipamento. A paleteira autônoma transita em uma área pré-determinada, possuindo instrumentos de identificação de pessoas, objetos e outros obstáculos no caminho.

A paleteira autônoma também está integrada ao sistema de gestão de estoque da DHL Supply Chain, o WMS. Desta forma os inputs são realizados de forma direta, com mais agilidade e com menor probabilidade de erros. Na parte de segurança são três sensores, sendo um luminoso. Ao detectar um obstáculo à frente o equipamento reduz a velocidade e faz as manobras necessárias. Foram realizados testes de segurança por cerca de três meses antes do início da aplicação corrente.

De acordo com o diretor de operações Luís Rehder o projeto se mostrou, ao mesmo tempo, economicamente viável e com impacto significativo nos processos intralogísticos. Também o definiu como solução inteligente, alinhada a normas de segurança e que permite a utilização de vários equipamentos ao mesmo tempo. Lílio de Souza Rocha Neto, técnico em inovação da DHL Suppley Chain, acrescentou que o modelo de negócio desenvolvido contempla o aluguel de equipamentos, o que diminui a necessidade de investimento inicial e proporciona maior escala de uso.